Cansei

.

Tenho visto muitos blogs em inglês falando pejorativamente das empresas de games que apostam em jogadores casuais, "velhos ativos" e "mães que jogam" (seja lá o que isso queira dizer). Tirando todos os preconceitos em relação a idade e gênero, qual o problema de ser casual? Aliás, o que é ser casual? Qual a linha que separa o jogador hardcore do casual?
Eu, por exemplo. Passo menos tempo do que gostaria com meu marido e gatas e também durmo pouco, mas isso é porque eu trabalho muito, e não porque eu jogo. Minha relação com o jogo é nerd (=um pouco obsessiva e aprofundada), mas não exclusiva. Não gosto só do WoW no mundo! Gosto de farra no jogo, de trinkets idiotas, das profissões bestinhas, mas também gosto de derrubar boss novo e chutar umas bundas no PvP.
Pra medir melhor, minha agenda costuma ser a seguinte: segunda e terça, jogo; quarta e quinta, marido; sexta e domingo, depende do programa; sábado, pelo menos um período de jogo e outro de qualquer coisa que não seja jogo. Isso tudo com umas 2 ou 3 horas de jogo em cada período.
E aí, sou casual? Ou o fato de gastar uns 20% do meu tempo jogando me faz hardcore?
E a pergunta pra responder em outra hora: se eu for casual, porque devo ser levada menos a sério por causa disso?

7 Responses to “Cansei”

  1. Marcelo says:

    Acho que a questão de ser um jogador "hardcore" está mais ligada ao deixar/não deixar que o jogo afete as outras atividades da vida, e qual o foco que se dá para ele (profissionalmente, economicamente, etc). Já tendo passado por um período definitivamente muito hardcore (até mesmo de vício), a linha divisória é difícil de traçar. Não se vira um jogador "hardcore" da noite pro dia.

  2. Marcelo says:

    Explicando o meu comentário anterior... Acho "hardcore" um jogador que reserva parte significativa de seu tempo para o jogo, em vez de outras atividades sociais. Por exemplo, ao invés de se reunir com os amigos pra ir no cinema, se reune com eles no jogo para alguma tarefa ou coisa parecida. Também é "hardcore" quando passa a gastar dinheiro significativo para garantir a experiência de jogo. O melhor micro, a melhor placa de vídeo, para conseguir um framerate mais alto, teclado e mouse especializados, etc.

  3. [Palmas]Boa Ale! Ótimo post e parabéns pela iniciativa do blog! =D[/Palmas]

    Quantos ao último comentário do Marcelo, concordo com vários pontos que levantou, mas pra ser um gamer hardcore, basta gostar de jogar, e não só World of Warcraft, por exemplo.

    Eu sou viciado em WoW, assim como a grande maioria arrasadora que joga este game, e também sou jogador hardcore, pois levo a sério o que faço no game. A Ale também é hardcore, ela pode até pensar que não mas é, pois tb leva a sério mtas das tarefas designadas a ela no game. Se ela fosse casual, nem numa guilda ela estaria! ;)

    E eu jogo também videogame desde meus 5 anos de idade, e não parei até hoje, com 26 (ah e não pretendo parar! =P).

    O jogador casual é o caso mais difícil que temos hoje. Meu irmão, por exemplo, é um gamer casual, pois ele gosta apenas de jogo de futebol, e não leva a sério, faz um joguinho lá e desliga o videogame. Mas é um dos raros que eu vejo fazer isso! A grande maioria de gamers quer terminar o game, ver se tem extras pra serem jogados, descobrir segredos, enfim, isso pra mim sim é gamer hardcore!

    Fim de papo!

  4. olá...
    ao meu ver, vocês estão confundido hardcore com vício.
    Para saber se você é hardcore ou não
    basta fazer uma pergunta:
    O que você mais gosta de fazer na vida? Se a resposta for jogar videogame/pc você tem o alvará para ser hardcore... dificilmente se é hardcore gostando de fazer mais outra coisa.
    Agora vício, é quando você compromete outras tarefas para poder jogar mais tempo. Isso é triste :(

    parabéns linda pelo blog :D

  5. Infelizmente estou na categoria dos viciados...

    Permiti o vício dominar pq neste momento é conveniente pra mim, mas quando chegar a hora de dar um slow down já sei que vai ser doloroso...

  6. batateira says:

    hahaha, mandou bem, Alê! Eu sou ainda pior pois jogo comecei a jogar um dos games mais bestas, de telefone celular, acha?
    beijo,
    batateira, mais de 30 e vivendo com namorado e um gato.

  7. Eu ADORO jogar wow, tento fazer o raid time sempre estar encaixado na minha agenda, e quando estou jogando, a coisa é séria - não gosto de interrupção, não tento fazer outra coisa ao mesmo tempo... basicamente porque meu negócio é raidar, e acho uma tremenda falta de consideração com as outras 24 pessoas que estão ali pra fazer algo que, sozinho, não rola.

    Então, sim, sou hardcore, afinal jogo bastante e me dedico ao jogo - no sentido de que acho que precisa mesmo de uma certa disciplina e um pouco de compromisso pra diversão acontecer mesmo :)